Na onda da crise - Imagem de fachada de um prédio caindo aos pedaços

A próxima onda: Tempos difíceis!

Essa onda está sendo devastadora para o povo brasileiro.

Nesses tempos difíceis, com a alta onda de inflação e aumento do desemprego, não somos nós que vamos dizer para você o que deve ser feito nesse momento de crise.Tenho alguns leitores, conhecidos e amigos que infelizmente estão atravessando situações desagradáveis.

Desde cedo percebi que no Brasil tudo é muito incerto, o que um dia é de um jeito pode não ser amanhã. Vivemos como marionetes sustentadas por alguns fios. Talvez você encontre algo aqui que possa ajudá-lo a refletir sobre as suas decisões nesse momento de dificuldades. São experiências pessoais que faço para tocar a vida.

Se você se identifica com esse texto compartilhe o blog Motivação Ninja com seus amigos.

Silueta de um homem olhando um muro pintado com uma nota de 100 dólares - A onda da crise

1 – Temos que ser realistas

Nada será como antes. Os negócios, de fato, mudaram para sempre, consequentemente a sua vida também está mudando.

A tecnologia modificou a maneira como trabalhamos e realizamos negócios definitivamente. Tenho certeza que essas transformações estão apenas começando. O comércio eletrônico está a pleno vapor. As pessoas consomem mais vídeos e música em um dispositivo do tamanho de um maço de cigarros (smartphones) do que eu consumo no meu televisor de 60 polegadas com tela plana e com sistema de som.

A tecnologia está mudando até a forma de ganhar dinheiro. É só observar a lista dos novos bilionários, muitos deles são jovens e visionários. Criam seus negócios focando o que as pessoas desejam.

A revolução tecnológica é absurda e muito rápida. E num futuro próximo nos surpreenderemos ainda mais. No entanto, sou realista sobre essas mudanças e tento me ajustar rapidamente as novas tecnologias.

Analisando a situação caótica em que se encontra nosso país, estamos com graves problemas. Já não sou tão otimista quanto eu era sobre as nossas possibilidades de ser uma grande nação, me tornei um realista.

2 – Definir e redefinir as prioridades.

Tempo, energia e dinheiro são sempre importantes para nós e nunca é demais. Minha idade, minha família, a economia turbulenta, a quantidade de tempo livre que tenho e quero ter, me fazem enxergar a vida de uma maneira diferente do que eu via há alguns anos atrás.

Muitas coisas que eram importantes para mim perderam hoje em dia totalmente o sentido. Passar mais tempo com amigos e familiares tornou-se muito importante agora. E, embora eu nunca me importasse muito com o que as pessoas pensam, atualmente levo minha vida do meu jeito, assegurando que minhas ações estejam de acordo com meus princípios, meus objetivos, minhas palavras e minhas crenças. Honestamente não me importo se as pessoas gostem ou não.

Uma camionete velha e abandonada num campo de uma área rural na onda da crise

3 – De olho no seu dinheiro

Gastos

Há alguns anos atrás as pessoas gastavam seu dinheiro adquirindo serviços e produtos independentemente de suas rendas. Obter uma boa renda nos dias atuais está muito mais difícil de conseguir em todos os níveis sociais.

Houve um tempo que a vida financeira era bem mais tranquila e os gastos das famílias eram feitos normalmente sem muita preocupação com o amanhã. Agora, com o país quebrado e milhares de vagas de empregos sendo fechadas, cada um de nós deve pensar muito antes de realizar qualquer gasto. O momento de nossa economia é bastante instável.

Poupança

Eu sempre fui um incentivador de poupança, orientando amigos, conhecidos e familiares a criarem uma carteira de investimentos para obter uma aposentadoria melhor e evitar ficar no futuro restrito a uma aposentadoria da previdência social que está sempre sujeita a mudanças, principalmente na redução do valor das aposentadorias.

Atualmente, percebo que a porcentagem da renda que deve ser direcionada para poupança tem que ser bem significativa. Por quê? Porque o futuro é mais incerto. Esse volume maior de investimento é importante e necessário como jamais foi.

Investimentos

A diversificação em seus investimentos proporciona mais segurança, isto agora é muito importante. Se você não for um investidor experiente, seja cauteloso, procure orientação, estude todos os tipos de investimentos e fique atento nas ofertas de investimentos que o seu gerente de banco lhe sugerir. Os melhores investimentos são aqueles de longo prazo, que você não fica acompanhando todos os dias, evitando reagir a cada mudança de humor do mercado financeiro.

Você fica rico construindo patrimônio a longo prazo e se você ficar tentado a ganhar um dinheirinho rápido a curto prazo, lembre-se: você não é um cara corajoso, você só é um louco.

4 – É preciso se preparar

“Espere o melhor, mas esteja preparado para o pior.” Ditado popular

A maioria de nós espera sempre o melhor e quase nunca se prepara para o pior. Isto pode ser verificado pelas poupanças das pessoas. Mas é hora delas tomarem providências mais realistas com o momento em que vivemos.

A exigência financeira atual é muito maior. A saúde, a educação e a moradia no Brasil são muito caras. Devemos ser realistas, nosso sistema econômico sempre foi um desastre. E o mundial está de cabeça para baixo.

5 – Focar no agora

O futuro é determinado pelo que você faz hoje. Como você aplica o seu dinheiro? Como cuida da sua saúde? Dos seus relacionamentos? E da sua carreira? Trabalhe duro hoje. Alimente-se bem, de maneira saudável. Seja agradável com as pessoas. Tenha padrões elevados para si e para os outros. Espere mais de si mesmo! Poupe. Gaste de maneira inteligente. Desfrute do dia de hoje! Hoje é tudo que você tem, então dê tudo o que você tem hoje!

A próxima onda: Tempos difíceis!
Avalie esse artigo

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. É preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.