As 10 melhores frases de negócio do Silvio Santos

As 10 melhores frases de negócio do Silvio Santos


Silvio Santos nasceu na Lapa, no Rio de Janeiro, sob o nome de Senor Abravanel. O ano era 1930 e o Brasil via a ascensão de Getúlio Vargas ao poder, como o 14º presidente do País.Senor era o primeiro brasileiro da sua linhagem familiar: o pai viera da cidade de Tessalônica, no antigo Império Otomano (onde hoje fica a Grécia). A mãe vinha de uma cidade próxima, Esmirina, hoje território turco. Senor, o mais velho, teve ainda cinco irmãos.

A vida de imigrantes, assim como hoje, não era fácil na época. Por isso que, ainda adolescente, Senor se viu obrigado a ajudar a alimentar as várias bocas na casa dos Abravanel. Aos 14, já era camelô. Enquanto ele se ocupava das vendas, os irmãos eram encarregados de avisar qualquer aproximação de policiais.

No contexto político, o Brasil iniciava o período de redemocratização após o Estado Novo. Perceptivo, Senor descobriu o produto ideal para as suas vendas: capas para título de eleitor.

Vida de camelô

Silvio Santos sentado ainda jovemDe voz grave, Senor chamava atenção das pessoas na rua. As vendas decolaram. Os irmãos, felizmente, não eram bons no serviço. Felizmente porque Senor foi indicado para um teste para locutor de rádio por um fiscal de comércio, já cansado de persegui-lo. O teste era na Rádio Guanabara. Ele foi e conseguiu o primeiro lugar na prova, ficando à frente até mesmo de Chico Anysio. No entanto, em um mês já estava de volta às ruas: ganhava mais como ambulante que como radialista e o objetivo era conseguir dinheiro, não fama.

Rádio na barca Rio – Niteroi

Mais tarde, porém, após passar pelo Exército, onde foi paraquedista, voltou a atuar como locutor de rádio, em Niterói. Entediado nas idas e vindas de balsa Rio de Janeiro – Niterói – Rio de Janeiro, montou um “serviço de rádio” na embarcação, tocando músicas e animando os passageiros. No intervalo das músicas, vendia seus produtos. A veia empreendedora como vê, jamais descansava.

No trabalho na balsa, fechou uma parceria com representantes da Antártica para vender suas cervejas. Mais tarde, foi convidado por esses parceiros para ir a São Paulo. Ele foi. Em 1962, estreava seu primeiro programa de televisão, Vamos Brincar de Forca, na TV Tupi. Dois anos mais tarde, já tinha seu próprio show, o Programa Silvio Santos. Senor, o camelô, ficava para trás. Nascia Silvio Santos, apresentador de televisão e empresário que construiu o próprio caminho.

Família do Silvio Santos

Silvio Santos e família

Em sua trajetória exemplar, Senor deu diversos conselhos sobre como alcançar o sucesso. Confira dez dicas do mestre Silvio Santos, afinal, quem não quer dinheiro?

1) “Quase tudo o que sei sobre o público, aprendi com um domador de circo. O público é como um leão, se você tiver medo, ele te devora”

2) “A Globo é um muro. Ultrapassar esse muro a gente só consegue de vez em quando. Lutar contra a Globo, na minha opinião, é impossível”

3) “Quando era camelô, eu já atuava como empresário, pois possuía três funcionários. Um cuidava do estoque de canetas, o outro ficava observando quando vinha o ‘rapa’ e o terceiro era o farol. Ele vinha de quinze em quinze minutos e falava: ‘Gostei da caneta, me dá uma’, para chamar a atenção dos clientes.”

4) “Pobre é o melhor pagador do mundo. É humilde, é correto.”

5) “O Brasil é um novo país onde um camelô, que tenha talento e sorte, pode subir e muito.”

6) “Muitas coisas na vida são mais importantes que o dinheiro, mas custam caro.”

7) “Eu construí tudo aprendendo a sobreviver nas ruas e no curso de paraquedismo.”

8) “O líder vai ser sempre líder.”

9) “Desejo o topo, faço tudo o que precisar para chegar lá. Se precisar danço rumba vestido de havaiana.”

10) “Vai faltar gasolina, o petróleo está acabando… Já estou me aprontando: vou plantar mandioca.”

Com vocês o patrão e o apresentador do SBT Silvio Santos.

As 10 melhores frases de negócio do Silvio Santos
5 (100%) 5 votes

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. È preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.