Ray Kroc dono do McDonald’s era um simples vendedor

Fome de poder: Ray Kroc, até os 52 anos o dono do McDonald’s era um simples vendedor

“Cuide do cliente e o negócio cuidará de si mesmo.” – frase do vendedor Ray Kroc

O mundo dos negócios gira em torno de oportunidades todos os dias, e apenas os mais visionários conseguem distinguir essas oportunidades e aproveitá-las ao máximo.

Um desses grandes visionários foi Raymond Alexander Kroc, ou Ray Kroc, um vendedor de mixers que fundou a maior rede de lanchonetes já conhecida no mundo, o McDonald’s.

Em 1954, com o seu negócio de multimixer encolhendo e com os pedidos de compra diminuindo, Ray Kroc não entendia porque uma lanchonete em San Bernardino, na Califórnia, só aumentava os pedidos de compra desse tipo de aparelho para fazer milk-shakes.

Ray resolveu então ir de carro visitá-la. Chegando lá, parou seu carro num local estratégico e durante algum tempo ficou observando o movimento na loja.

“Percebi que algo estava acontecendo ali”, disse anos depois. O restaurante, onde os irmãos Maurice e Richard McDonald serviam refeições rápidas, vivia lotado.

Com o incentivo de sua própria intuição e com muito esforço, o homem que transformou o universo fast food para sempre, expandiu a rede por todo o mundo, criando um dos negócios mais rentáveis no mercado de lanchonetes.

O vendedor de mixer Ray Kroc quer expandir o Mcdonald's

Ray Kroc, no começo dos anos cinquenta, era apenas um vendedor de máquinas de milk-shake, que trabalhava na entrega destes “liquidificadores” em lanchonetes norte-americanas.

Entrando numa lanchonete popular de San Bernardino (Califórnia) com a tarefa de entregar oito destas máquinas aos irmãos Dick e Mac McDonalds.

Ali Ray Kroc deu a partida para o que seria uma das maiores revoluções no mundo dos negócios.

Com uma ideia que estaria prestes a tomar todos os continentes e desenvolver uma indústria bilionária.

Ray Kroc viu naquela lanchonete, com espírito familiar, e que fazia sucesso com seus hambúrgueres e batatas fritas vendidos rapidamente, uma grande oportunidade de sucesso.

Leia agora
Meu cérebro otimista de cada dia! E os pinguins com isso...

Ela tinha um sistema de produção eficiente criado pelos irmãos MCDonald’s. Daquele momento em diante, Ray Kroc decidiu que de alguma forma entraria para a sociedade dos irmãos.

Kroc acordou com os irmãos McDonald’s que venderia franquias da marca a US$ 950 cada, com a ideia de desenvolver uma rede de lanchonetes em Chicago.

Mesmo não sendo a única cadeia de restaurantes nos Estados Unidos, o McDonald’s se tornou uma das mais lucrativas, vencendo a concorrência e se expandindo rapidamente pelo país.

Michael Keaton no papel do vendedor Ray Kroc

Expansão dos negócios

Adotando uma política perfeccionista, com amplo controle de qualidade, limpeza e serviço nas lojas, Kroc levou o McDonald’s ao estrelato. O Big Mac se tornou o sanduíche mais famoso do mundo.

Mais tarde, comprou a parte dos irmãos McDonald’s e passou a investir na expansão da rede, levando o McDonald’s e seu modelo de negócio para vários países.

Em menos de uma década, a rede McDonald’s já tinha se tornado uma marca reconhecida no mundo inteiro, sendo uma das mais rentáveis franquias de fast food dos anos 70 e 80.

Com faturamento anual de quase US$ 40 bilhões, Ray Kroc se tornou um ícone no empreendedorismo, estimulando jovens profissionais a construírem seus negócios.

Legado

O ditado de Ray, “cuide do cliente e o negócio cuidará de si mesmo”, exemplifica muito sobre seu modo de trabalhar.

Com criatividade, sua competência em gestão lhe garantiu o sucesso no mundo dos negócios, sua companhia apresenta números impressionantes em faturamento.

Seu legado traz a ideia de manter a persistência pelos seus objetivos e metas, mantendo-se firme em seus propósitos comerciais.

Conclusão

Este artigo foi ilustrado com fotos e trechos do filme “Fome de Poder” em que o ator Michael Keaton interpreta Ray Kroc, falecido em 14 de janeiro 1984.

 

Fome de poder: Ray Kroc, até os 52 anos o dono do McDonald’s era um simples vendedor
4.7 (93.85%) 13 votes

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. È preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.