Foto de um cachorro enrolado numa coberta em cima do sofá

Procrastinar pode ser bem criativo

Procrastinar ajudou Steve Jobs a ter sucesso. Existe a maneira certa e a maneira errada.

Nós, com certeza, estamos intimamente ligados do lado errado da procrastinação.  Essas atitudes nos são familiar desde o tempo da escola, quantas vezes nos períodos de provas procrastinamos.

Alunos e funcionários que gostam de procrastinar são ignorados por serem preguiçosos, irresponsáveis, sem ambição e nada confiáveis.

Mas olhada de uma maneira diferente, a procrastinação é também uma maneira de dar tempo para as pessoas pensarem melhor sobre algo antes de começar. Serve como um breifing, reunir as  ideias, organizar os pensamentos e buscar inspirações, olhando além das soluções mais óbvias, direcionando o foco para as mais criativas.

Imagem de partida de avião.

3 procrastinadores famosos

1 – Bill Clinton

O 42º presidente dos Estados Unidos era conhecido por seus discursos e reconhecido como um dos maiores oradores do século XX.

No entanto, muito dos seus discursos foram modificados em cima da hora, Bill Clinton tinha o hábito de fazer várias modificações no texto oficial que seus assessores tinham preparado semanas antes do discurso. Clinton só fazia essas alterações quando a pressão chegava ao limite. Eram momentos angustiantes para  toda sua equipe.

2 – Leonardo da Vinci

O pintor e inventor Leonardo da Vinci demorou 16 anos para chegar ao resultado final do famoso quadro da Mona Lisa, enquanto o quadro “A Última Ceia” Leonardo levou três anos apenas, depois de uma ameaça do seu patrono em cortar seu pagamento.

O fato de levar anos para terminar um quadro se reflete em uma de suas frases mais famosas, “a arte nunca é terminada, é simplesmente abandonada.”

Já no final da vida Leonardo da Vinci lamentou “nunca ter completado um único trabalho”.

3 – Frank Lloyd Wright

Foto da casa mais famosa de Frank Lloyd Wright que gostava de procrastinarEm outubro de 1934, o rico empresário Edgar Kaufman proprietário da elegante loja de departamentos Kaufman, que hoje faz parte da cadeia Macy’s, encomendou a Wright o projeto de uma casa a ser erguida num lindo  terreno localizado na parte rural da Pensilvânia, por onde passava um riacho bem no meio.

Um ano depois, ansioso para conhecer o design, o empresário avisou ao arquiteto que iria visita-lo em algumas horas.

Calmamente então Frank Lloyd Wright começou a desenhar as plantas do que seria a casa e apresentou ao empresário logo em sua chegada.

Dois anos depois a residência privada mais famosa da família Kaufman estava pronta, e ficou conhecida pelo nome Fallingwater.

Wright, aos 83 anos, ao ser perguntado sobre a sua obra mais importante. Ele repondeu: “o meu próximo trabalho”.

Procrastinação

O que causa a procrastinação? Da onde vem a nossa tendência para procrastinar? Para maioria de nós a procrastinação vem fácil.

5 das suas principais causas

1 – Falta de competência necessária

Começar alguma coisa pode ser difícil se você não sabe por onde iniciar. Sem as habilidades certas ou compreensão da tarefa, vai ficar mais difícil dividir o grande projeto em partes menores que vão permitir uma melhor administração dos recursos.

Em vez disso, tem grande chance de você abandonar o projeto de vez ou talvez mais tarde você descubra como realiza-lo.

Foto de dois homens em cima de uma montanha batendo suas mãos

2 – Falta de energia

Começar um grande projeto é realmente um desafio intimidante, e se você estiver realmente cansado, e aceitar a intimidação você pode se sentir incapaz de superar os obstáculos.

Todos nós podemos ter, em nossas horas de folga, alguma ideia brilhante para a realização de um grande projeto. Mas sem energia e o cansaço natural do dia a dia, fica muito fácil de colocar seus sonhos em modo de espera. Motivação zero!

3 – Falta de Foco

Você se sente sem rumo? Você não tem ideia por onde começar? Ou, talvez, muitas ideias e não sabe como escolher qual é melhor?

A falta de foco é provavelmente a causa. Este sentimento vago facilita a deriva e o não comprimento dos prazos, então logo começamos a evitar projetos com prazos cada vez mais curtos.

4 – Perfeccionismo

Você é um perfeccionista? Se assim for, é provável que seja tentador adiar a começar algo até que você consiga ter certeza de que o seu  projeto é perfeito. Um desejo de perfeição em cada etapa do processo pode atrasar um projeto para um indefinidamente

Palavra impossível com a sílaba im riscada de vermelho

5 – O medo do fracasso

Se você está se sentindo sobrecarregado por um projeto que você ainda nem sequer começou, e você não tem ideia de como você pode eventualmente ter sucesso, esta é provavelmente a raiz do problema. Além de ser uma das causas de procrastinação, esta é também uma das maiores fontes de bloqueio criativo.

No final, não importa tanto qual é a causa de sua procrastinação; todas elas levam aos mesmos problemas.

Técnicas para tirar o máximo de sua procrastinação

Se você sentir que está para procrastinar, aqui estão algumas técnicas para você tirar vantagens da tendência de procrastinar:

1 – Ponto de parada

Quando você está trabalhando num projeto, tente encontrar um “ponto de parada” antes de sair do trabalho. Se você vai almoçar ou para casa, procure parar o que estiver fazendo em um ponto importante do projeto, como a conclusão total de uma parte dele ou em algum momento que você consiga mensurar a importância de concluir aquela tarefa.

Ao encontrar um lugar lógico para parar o trabalho, você está tornando mais fácil para a sua mente colocar de lado o projeto, até a sua retomada, quando você voltar ao trabalho.

A copa de uma ávrore acima do nível da água de um lago

Mas o que acontece quando você não tenta encontrar um “ponto de parada”?

Você acaba largando um projeto de qualquer jeito e ao retornar vai ter que voltar ao início para lembrar o que já foi feito. Você vai atrasar e corre o risco de procrastinar.

Um trabalho inacabado sem “ponto de parada” torna difícil para sua mente se desligar, ela continua produzindo, considerando outras opções, soluções criativas para o problema. Você não consegue relaxar.

Já teve um projeto que você simplesmente não conseguia parar de falar, pensar, ou sonhar? É isso o que acontece.

2 – Dominar a arte de trabalhar em pequenas doses

Especialmente se o seu adiamento decorre de um medo do fracasso ou um senso de perfeccionismo, trabalhando em pequenas doses pode ajudá-lo a superar a barreira inicial de começar.

Quinze minutos não pode soar como tempo suficiente para criar uma obra-prima, e não é. Mas com o tempo, você vai chegar a trabalhar por períodos mais prolongados de tempo.

Além disso, você  vai seguir os conselhos acima sobre o “ponto de parada” e realizará as pausas e os retornos ao trabalho em momentos estratégicos, certo? Realmente não vão ser apenas quinze minutos – tenho certeza que você vai pensar sobre isso o tempo todo.

Depois de um tempo, não vai ser tão difícil de trabalhar no seu projeto por quinze minutos ou mais. Logo vai começar a acrescentar, meia hora, uma hora, ou mais.

Uma cachoeira d"água

3 – Faça um trabalho de alto desempenho

Inevitavelmente, haverá tempo para que você possa sentar e fazer o trabalho. Esperamos que desta vez você esteja se sentindo excepcionalmente inspirado, e não apenas por causa de um prazo iminente.

Em um artigo para uma universidade Cal Newport explica que existem dois tipos de trabalho: o trabalho superficial e o trabalho de alto desempenho.

O trabalho superficial que não pode ser confundido com o trabalho em “pequenas doses”  é composto por tarefas que não requerem um alto grau de concentração: como a manutenção de uma presença on-line, por exemplo, ou para responder a e-mails.

De acordo com Newport, um trabalho de alto desempenho é aquele que produz coisas que importam para o mundo e exigem muita concentração e transpiração para acontecer.

uma imagem de um relógio cronômetro

Como você pode fazer um trabalho de alto desempenho? Há duas coisas que você precisa fazer para que isso aconteça.

Em primeiro lugar você precisa limpar a sua agenda, para conseguir grandes períodos ininterruptos de trabalho. De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, uma interrupção que aconteça em um trabalho de muita concentração vai fazer você levar 23 minutos para se recuperar de uma distração.

Em segundo lugar, você deve trabalhar para alcançar um fluxo contínuo. É o momento em que você entra em uma zona em que naturalmente você começa a sentir de repente que seu trabalho acontece sem esforço e com muito mais criatividade. Você nesse momento está trabalhando com sua mente clara e sem distrações.

Procrastinar o caminho certo

Claramente, existe um jeito certo e um jeito errado de procrastinar, a fim de aumentar a sua criatividade.

Lembre-se do estudo sobre ideias de negócios criativos; o grupo que adiou um pouco o início do trabalho foi mais criativo do que o grupo que iniciou logo as tarefas.

Eles tiveram tempo para juntar seus pensamentos e ideias antes de começarem. Eles tiveram a oportunidade de olhar para além das soluções óbvias para o problema e foram atrás de ideias mais originais.

Como muitas coisas na vida, encontrar criatividade através da procrastinação é um ato de equilíbrio. Entenda como procrastinar ajudou Steve Jobs a ter sucesso. Vídeo do canal TecMundo.

Procrastinar pode ser bem criativo
Avalie esse artigo

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. É preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.