Produtividade versus procrastinação

Dicas e Truques para dominar o vício da procrastinação

Você sabe o que é procrastinação?

Bem, no dicionário português você verá que a procrastinação significa: Retardar alguma ação, deixar para depois, protelar uma ação, falta de vontade de realizar algo definido.

Por que nós procrastinamos?

Sempre encontramos ótimas definições sobre esse assunto, mas por quê procrastinamos?

O que acontece em nosso cérebro que nos impede de fazer aquilo que sabemos que deveríamos estar fazendo?

Este é um bom momento para trazer alguma ciência para nossa discussão.

Os estudos sobre psicologia comportamental revelaram um fenômeno chamado “inconsistência de tempo”, que ajuda a explicar porque a procrastinação parece nos deter, apesar de nossas boas intenções.

A inconsistência de tempo refere-se à tendência do cérebro humano de valorizar recompensas imediatas mais do que recompensas futuras.

Eu Presente e o Eu Futuro

A melhor maneira de entender isso é imaginar que você tem dois Eus: seu Eu presente e seu Eu futuro.

Quando você estabelece metas para si mesmo – como perder peso, escrever um livro ou aprender um idioma -, na verdade, está fazendo planos para o seu Eu Futuro.

Você está imaginando como será sua vida no futuro.

Pesquisadores descobriram que, quando você pensa sobre o seu Eu Futuro, é muito fácil para o seu cérebro perceber a importância de realizar ações com benefícios a longo prazo.

O Eu Futuro valoriza recompensas de longo prazo.

No entanto,

enquanto o Eu Futuro pode definir metas, apenas o seu Eu Presente pode agir.

Quando chega a hora de tomar uma decisão, você não está mais fazendo uma escolha para o seu Eu Futuro.

Agora você está no momento presente e seu cérebro está pensando no Eu Presente.

Pesquisadores descobriram que o Eu Presente gosta de gratificação instantânea, não de pagamento a longo prazo.

Assim, o Eu Presente e o Eu Futuro estão frequentemente em conflito.

Procrastinação, dicas e truques, checkando tarefas

Por quê?

O Eu Futuro deseja ser elegante e estar em forma, mas o Eu Presente gosta de comer doce.

Claro, todo mundo sabe que você deve procurar ter no presente uma alimentação saudável, para evitar excesso de peso agora e no futuro.

O aumento de peso traz consequências graves, como o risco de diabetes ou insuficiência cardíaca com o passar dos anos.

Da mesma forma, os jovens sabem que precisam começar a economizar para a aposentadoria ainda cedo, por volta dos 20 ou 30 anos.

O benefício financeiro de sua poupança você só vai sentir depois de algumas décadas.

É muito mais fácil para o Eu Presente entender o valor ao comprar um novo par de sapatos do que guardar essa mesma quantia para quando estiver com 60 anos de idade.

Nosso cérebro valoriza e aceita melhor as recompensas imediatas do que as de longo prazo.

Esta é uma das razões pelas quais você pode ir para a cama sentindo-se motivado para fazer uma mudança em sua vida, mas quando acorda você se vê caindo em velhos padrões de comportamentos.

Seu cérebro valoriza os benefícios a longo prazo quando estão no futuro (amanhã – vou escrever um livro -), mas valoriza a gratificação imediata quando se trata do momento presente (hoje).

Como vencer a procrastinação e a Linha de Ação

Você não pode confiar nas consequências e recompensas de longo prazo para a motivação do seu Eu Presente.

Ao invés disso, você tem que encontrar uma maneira de trazer suas futuras recompensas e punições para o momento presente.

Você precisa fazer com que as consequências futuras se transformem em resultados presentes.

Isso só acontece no momento em que decidimos nos afastar da procrastinação e começarmos a agir.

Por exemplo, digamos que você tenha um relatório para ser feito.

Você sabe disso a semanas e continuou a adiar isso dia após dia.

Você se sente ansioso, uma dor persistente, pensando no artigo que você precisa escrever, mas isso não é suficiente o bastante para você realizar o trabalho.

Então, de repente, no dia anterior ao prazo, as consequências futuras se transformam em consequências atuais e você escreve esse relatório horas antes do prazo do vencimento.

A dor de procrastinar finalmente o alcançou e você cruzou a “Linha de Ação”.

Gráfico sobre procrastinação linha de ação

Há algo importante a notar aqui. Assim que você cruza a Linha de Ação, a dor começa a diminuir.

De fato, estar num momento de procrastinação é muitas vezes mais doloroso do que estar no meio da realização de um trabalho.

O ponto A no gráfico acima é muitas vezes mais doloroso do que o ponto B.

O sentimento de culpa, a vergonha e a ansiedade que você sente durante a procrastinação são piores do que o esforço e a energia que você gasta enquanto trabalha.

O problema não é fazer o trabalho, é começar o trabalho.

Como parar de procrastinar agora

Há uma variedade de estratégias que podemos empregar para parar de procrastinar.

Abaixo, vou citar e explicar cada conceito e, em seguida, fornecerei alguns exemplos de estratégias para colocarmos em ação.

Opção 1: Visualizar as recompensas em tomar medidas mais imediatas

Se você puder encontrar uma maneira de tornar os benefícios das escolhas de longo prazo mais imediatos, torna-se mais fácil evitar a procrastinação.

Uma das melhores maneiras de trazer recompensas futuras para o momento presente é com uma estratégia conhecida como pacote de tentação.

O empacotamento de tentação é um conceito que surgiu da pesquisa de economia comportamental realizada por Katy Milkman na Universidade da Pensilvânia.

Simplificando, a estratégia sugere que você inclua um comportamento que seja bom para você no longo prazo, com um comportamento que pareça bom no curto prazo.

A ideia é: faça [ALGO QUE VOCÊ AMA] enquanto faz [COISAS QUE VOCÊ PROCRASTINA].

Aqui estão alguns exemplos comuns de agrupamento de tentações:

  • Apenas ouça audiobooks ou podcasts que você adora enquanto se exercita.
  • Apenas assista seu programa de TV favorito enquanto estiver passando roupa ou fazendo tarefas domésticas.
  • Somente coma em seu restaurante favorito quando for realizar uma reunião mensal com um colega difícil.

Opção 2: Tornar as consequências da procrastinação mais imediatas

 Há muitas maneiras de forçá-lo a pagar os custos da procrastinação mais cedo ou mais tarde.

Por exemplo, se você está se exercitando sozinho, pular o treino na próxima semana não afetará muito a sua vida.

Sua saúde não se deteriorará imediatamente porque você perdeu esse treino.

O custo da procrastinação do exercício só se torna doloroso após semanas e meses de comportamento preguiçoso.

No entanto, se você se comprometer a trabalhar com um amigo às 7hs da próxima segunda-feira, o custo de pular o treino é imediato.

Perder o treino para você parecerá qualquer coisa como ser um idiota.

Outra estratégia é usar serviços de apostas na internet.

Se você não fizer o que diz, então o seu dinheiro vai para alguma instituição de caridade que você não gosta.

A ideia aqui é desafiar você e criar uma nova consequência que acontece sempre que você não fizer o combinado.

Opção 3: projete suas ações futuras

Uma das ferramentas favoritas que os psicólogos usam para superar a procrastinação é chamada de “dispositivo de compromisso”.

Os dispositivos de compromisso podem ajudá-lo a parar de procrastinar projetando suas ações futuras com antecedência.

Por exemplo, você pode refrear seus hábitos alimentares futuros comprando alimentos em embalagens individuais, em vez das embalagens normais.

Você pode parar de perder tempo com seu telefone excluindo jogos ou aplicativos de mídia social. Também pode bloqueá-los no seu computador.

Da mesma forma, você pode reduzir o tempo gasto com programas de tv colocando a televisão em algum cômodo mais escondido e deixando-a apenas para assistir grandes eventos.

Você pode deixar de jogar videogames e frequentar sites de jogos de azar on-line para evitar prejuízos e futuras apostas.

Você pode criar um fundo de emergência onde todo começo de mês uma transferência automática é realizada para sua poupança.

Esses são exemplos de dispositivos de compromisso que ajudam a reduzir as chances de procrastinação.

Opção 4: tornar a tarefa mais viável

Como já falamos, a resistência que causa a procrastinação acontece geralmente centrada em torno do início de um comportamento.

Quando você começa, geralmente é menos doloroso continuar trabalhando.

Esta é uma boa razão para reduzir o tamanho de seus hábitos, porque se os seus hábitos são pequenos e fáceis de começar, então é menos provável que você procrastine.

A Regra de 2 minutos

Uma das maneiras de tornar os hábitos mais fáceis é usar a Regra de 2 Minutos, que diz:

“Quando você inicia um novo hábito, deve levar menos de dois minutos para fazê-lo.”

A ideia é facilitar o máximo possível o início e, em seguida, confiar que o impulso irá motivá-lo ainda mais para a realização da sua tarefa após começá-la.

A Regra de 2 Minutos supera a procrastinação e a preguiça ao tornar tão fácil começar a agir que você não pode dizer não.

Outra ótima maneira de tornar as tarefas mais viáveis ​​é desmembrá-las.

Por exemplo, considere a notável produtividade do famoso escritor e romancista inglês da era vitoriana Anthony Trollope.

Ele publicou 47 romances, 18 obras de não-ficção, 12 contos, 2 peças e uma variedade de artigos e cartas.

Como ele fez isso?

Ao invés vez de medir seu progresso com base na conclusão de capítulos ou livros, Trollope mediu seu progresso em incrementos de 15 minutos.

Ele estabeleceu uma meta de 250 palavras a cada 15 minutos e continuou esse padrão durante três horas por dia.

Esta abordagem permitiu-lhe desfrutar de sentimento de satisfação e realização a cada 15 minutos, continuando a trabalhar na grande tarefa de escrever um livro.

Tornar suas tarefas mais viáveis ​​é importante por dois motivos.

  1. Pequenas medidas de progresso ajudam a manter o objetivo de longo prazo, o que significa que você tem mais chances de concluir grandes tarefas.
  2. Quanto mais rápido você concluir uma tarefa produtiva, mais rapidamente você desenvolve uma atitude eficiente de produtividade.

A velocidade com que você completa a primeira tarefa do dia, poderá ser de particular importância para superar a procrastinação e manter sua produção em alta dia após dia.

Agendando tarefas para superar a procrastinação

Como Chutar o Hábito de Procrastinação

Vimos uma variedade de estratégias para vencer a procrastinação diariamente.

Agora, vamos discutir algumas maneiras de tornar a produtividade um hábito a longo prazo e evitar que a procrastinação volte às nossas vidas.

Os especialistas recomendam uma rotina diária

Uma das razões pelas quais é tão fácil voltar a procrastinação é porque não temos um sistema claro para decidir o que é importante e o que devemos trabalhar primeiro.

Um pequeno sistema de 5 itens de produtividade

  1. No final de cada dia de trabalho, anote as seis coisas mais importantes que você precisa realizar no dia seguinte. Não anote mais de seis tarefas.
  2. Priorize esses seis itens em ordem de importância.
  3. Quando chegar amanhã, concentre-se apenas na primeira tarefa. Trabalhe até que ela seja concluída antes de passar para a tarefa seguinte.
  4. Aproxime-se do resto da sua lista da mesma maneira. No final do dia, mova todos os itens inacabados para uma nova lista de seis tarefas para o dia seguinte.
  5. Repita este processo todos os dias.

Aqui está o que o torna tão eficaz: O simples é o suficiente para funcionar

A principal crítica de métodos como este é que eles são muito básicos.

Eles não se aplicam à todas as complexidades e nuances da vida.

O que acontece se uma emergência surgir?

Que tal usar a mais recente tecnologia para nossa maior vantagem?

Na minha experiência, a complexidade é muitas vezes uma fraqueza porque torna mais difícil voltar aos trilhos.

Sim, emergências e distrações inesperadas surgirão.

Ignore-os o máximo possível, lide com eles quando for necessário e volte para sua lista de tarefas prioritárias o mais rápido que você conseguir.

Use regras simples para guiar comportamentos complexos.

Isso força você a tomar decisões difíceis

Não acredito que haja algo de mágico no número de tarefas importantes por dia.

Poderia facilmente ser três, quatro ou seis tarefas.

No entanto, acho que é importante impor limites a você mesmo.

Acrediti que a melhor coisa a fazer quando você tem muitas ideias (ou quando está sobrecarregado com tudo que precisa ser feito) é podar suas ideias  e cortar tudo o que não é absolutamente necessário.

Warren Buffet tem a regra de 25 por 5, que requer que você se concentre em apenas cinco tarefas críticas e ignore todo o resto. Basicamente, se você se comprometer com nada, ficará distraído com tudo.

Remova a resistência inicial

O maior obstáculo para terminar a maioria das tarefas é iniciá-las. (Sair do sofá pode ser difícil, mas uma vez que você comece a correr, é muito mais fácil terminar o treino.)

Pesquisadores orientam você a decidir sua primeira tarefa na noite anterior ao seu trabalho.

Essa estratégia é incrivelmente útil.

Se eu decidir a noite anterior o que vou fazer logo de manhã, então, posso acordar e começar a fazer minha tarefa imediatamente.

É simples, mas funciona. No início, começar é tão importante quanto ter sucesso.

Então concentre e faça uma única tarefa

A sociedade moderna adora a multitarefa. O mito da multitarefa é que estar ocupado é sinônimo de ser melhor.

O oposto é verdadeiro. Ter menos prioridades leva a um melhor desempenho.

Acompanhe especialistas mundiais em quase todos os campos – atletas, artistas, cientistas, professores, CEOs – e você descobrirá que uma característica existe em todos eles: o foco.

O motivo é simples. Você não pode ser ótimo em uma tarefa se estiver constantemente dividindo seu tempo de dez maneiras diferentes.

O domínio exige foco e consistência.

Independentemente do método que você use, o pano de fundo é o seguinte:

Faça a coisa mais importante primeiro a cada dia e deixe a primeira tarefa levá-lo para a próxima.

Como evitar a procrastinação crônica com sugestões visuais

Outra maneira de superar a armadilha da procrastinação crônica é usar dicas visuais para acionar seus hábitos e medir seu progresso.

Uma sugestão visual é algo que você pode ver (um lembrete visual) que solicita a ação. Veja por que eles são importantes para vencer a procrastinação:

Dicas visuais ajudam a lembrá-lo a começar um novo hábito

Muitas vezes mentimos para nós mesmos sobre nossa capacidade de lembrar de realizar um novo hábito. (“Vou começar a comer de forma mais saudável. Desta vez, de verdade”.)

Alguns dias depois, no entanto, a motivação desaparece e os problemas da vida começam a tomar conta de novo.

Esperar que você simplesmente se lembre de adquirir um novo hábito é geralmente uma receita para o fracasso.

É por isso que um estímulo visual pode ser tão útil.

É muito mais fácil ficar com bons hábitos quando seu ambiente o leva à direção certa.

Dicas visuais mapeiam seu progresso em um novo comportamento

Todo mundo sabe que a consistência é um componente essencial do sucesso, mas poucas pessoas realmente medem quão consistentes elas são na vida real.

Ter uma dica visual – como um calendário que monitore seu progresso – evita essa armadilha porque é um sistema de medição embutido.

Um olhar para o seu calendário e você imediatamente tem uma medida do seu progresso.

Dicas visuais são um aditivo para motivação

À medida que a evidência visual do seu progresso aumenta, é natural se tornar mais motivado para continuar o hábito.

Quanto mais progresso visual você vir, mais motivado você se tornará para terminar a tarefa.

Há uma variedade de estudos populares de economia comportamental que se referem a isso como o Efeito do Progresso de Doação.

Ver seu progresso anterior é uma ótima maneira de acionar sua próxima ação produtiva.

 

Dicas e Truques para dominar o vício da procrastinação
5 (100%) 6 votes

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. É preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.