guilherme-leal-co-presidente-da-natura-cosmeticosl

1 bilhão de euros levam a loja natura para 70 países

(Last Updated On: 21 de junho de 2017)

1 bilhão de Euros levam a loja natura de Guilherme e Seabra para mais de 70 países

A loja Natura através dos seus sócios, vão assumir o controle das lojas The Body Shop, são 3 mil lojas em todo mundo.

1 bilhão de euros, essa grana preta é o que a empresa brasileira vai desembolsar nesse começo de 2017 para comprar a marca da L’Oreal.

A Loja Natura dá assim o principal passo para a internacionalização definitiva da marca. Passará a ser um dos maiores players mundial do mercado de cosméticos.

As duas empresas convergem em seus valores, priorizam a sustentabilidade e a ética no trabalho.

A natura começou a flertar com o varejo físico em 2012 com a aquisição da marca Australiana Aesop, que comunga dos mesmos valores sustentáveis.

Com suas dezenas de lojas próprias, a Aesop se juntou as 16 lojas da Natura no Brasil e em outros 8 países.

Raio X comparativo dessas 3 empresas. Essas marcas querem conquistar juntas o mundo dos cosméticos.

Infográfico comparativo da loja Natura, Aesop e Body Shop

Loja Natura, Guilherme Leal, Luiz Seabra e a natureza.

A Natura Cosmético está num mercado dos mais rentáveis do mundo, que lucra diariamente com amplo investimento na indústria estética.

A Loja Natura construiu a sua marca com muito esforço, a partir do árduo trabalho do fundador Luiz Seabra e do seu co-fundador Guilherme Leal, atualmente co-presidente do Conselho de Administração e dono de 25% das ações da Natura.

Guilherme Peirão Leal nascido em Santos no litoral paulista, bacharel em Administração de Empresas pela Universidade de São Paulo. Trabalhou em instituições financeiras e na FEPASA.

A FEPASA era uma companhia de trens que pertencia ao Estado de São Paulo e que fez, sem querer, um grande favor para quase todas mulheres do Brasil.

Através de alguns Malufistas, e por ordem do Maluf, Gulherme foi demitido e numa reportagem da revista Piauí, o jornalista Marcos Sá Correia conta sobre a demissão de Leal, o jornalista foi muito feliz quando criou o título da matéria: “A arte de se livrar de um emprego ruim”.

Guilherme que não entendia nada de cosméticos na época, acabou se juntando a Antônio Luiz Seabra, fundador da Natura, que não passava de uma pequena loja de cosmético na Rua Oscar Freire, tornando-se então co-fundador da Natura Cosméticos.

Ação sustentável

logotipo-da-natura-com-slogan-bem-estar-bem

Guilherme trabalha no investimento da Natura com uma atuação focada em sustentabilidade e políticas socioambientais. Aproveitando-se do lema da empresa, que considera “bem estar bem”, Leal usa de uma postura de administração sustentável que levou a Natura a uma posição favorável entre as mais rentáveis empresas do país.

No livro “Conversas com líderes sustentáveis” da editora Senac, Guilherme fala sobre suas experiências e histórias além de confessar que destina 50% de seu patrimônio particular às causas sustentáveis.

Sócio-fundador do instituto Ethos cuja missão é mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade sustentável e justa.

Fundou também o Instituto Arapyaú que tem como visão um Brasil próspero e responsável, como missão, contribuir para articular a transição para uma sociedade mais justa, solidária e sustentável e tem como valores, inovação e criatividade, empreendedorismo e ousadia e interdependência e solidariedade.

O Instituto Natura foi criado para ampliar a contribuição à melhoria da educação pública, uma educação de qualidade pode transformar o país.

Guilherme Leal comenta sobre o futuro da Natura

O co-presidente da Natura auxilia na disseminação da política ecológica da empresa, com ações que prezam pelo respeito ao meio ambiente e à sociedade, a empresa gerou lucro com projetos responsáveis, que se lançam todos os dias no desafio contínuo de incentivar atitudes sustentáveis.

Esse conceito da responsabilidade social com sustentabilidade ambiental ganhou destaque no Brasil, e se estendeu por outros países no exterior e na América Latina, lançando de uma maneira inovadora a preocupação com a política social e ecológica por todos os lugares.

Os projetos conscientes da Natura envolvem a união social, contando com fornecedores, clientes e colaboradores que fecham a mesma linha de raciocínio da empresa, envolvidos e comprometidos com seus projetos.

Em 2010, concorreu à Vice-Presidência da República pelo Partido Verde, alcançando cerca de 20% dos votos válidos.

Leia agora
Aerolíneas Argentinas: Isela, uma brasileira, é a nova CEO

Bem estar bem

A Natura Cosméticos é uma empresa brasileira que atua no setor de produtos de tratamento para o rosto e o corpo, banho, óleos corporais, perfumaria, cabelos, proteção solar, infantil e higiene oral.

Fundada em 1969 por Antônio Luiz Seabra, hoje a Natura Cosméticos está presente em vários países como Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, e França, com planos de expansão para os Estados Unidos.

Ao comprar em 2012 a marca australiana AESOP que estava presente no mercado americano, europeu e asiático, a empresa brasileira uniu a loja Natura com essa forte marca que já tinha uma excelente presença no mercado internacional.

O número de funcionários, chamados pela empresa de “colaboradores”, atingiu 6 mil e 400 em 2016 e o de consultoras natura é estimado em mais de 1,7 milhão em 7 países, um verdadeiro exército de vendas.

Nova loja Natura em Paris no bairro de Marais

Loja Natura em Paris no bairro Marais

O grupo Loja Natura de cosméticos brasileiro, é famoso por sua defesa do desenvolvimento sustentável.

A Natura está presente no mercado francês há 10 anos, e tentou reproduzir na França, o modelo de venda direta que faz tanto sucesso no Brasil e países da região.

Mas a competição em território francês, disputado pelas grandes marcas como a L’Oréal, Chanel, Dior além da L’Occitane que possui uma linha inspirada na flora brasileira dirigida para os mercados europeus, americano e asiáticos, dificultou esse tipo de comercialização direta, porta a porta, que é o carro chefe da natura em outros mercados.

Apenas 3% das vendas dos produtos da Natura na França foram realizadas por esse sistema, apesar de contar com uma rede de duas mil e quinhentas vendedoras a domicílio nesse país, a empresa resolveu suspender definitivamente no final de 2016 o sistema de vendas diretas.

Agora a Natura vai poder contar com lojas não só no continente europeu, mas com milhares no mundo todo.

Atualmente, o mercado internacional representa 14,5% das vendas do grupo e a expansão para novos mercados sempre foi uma prioridade.

A loja Natura investe muito na sua imagem de empresa que respeita o meio ambiente e as boas práticas, uma bandeira verde que ajuda no marketing para concorrer com as gigantes do setor, não só as europeias, mas também as americanas e japonesas.

O grupo aposta na força da sua marca, alinhada às tendências atuais, para conquistar a internacionalização da marca.

Ou seja, para os sócios Guilherme Leal, Luiz Seabra e Pedro Passos o bem estar está intrinsicamente ligado em nossa relação com a natureza.

O grupo se abastece de matérias-primas colhidas em comunidades da Amazônia que usam esses recursos para investir em escolas para as comunidades ribeirinhas e carentes.

O impossível é apenas o começo de todas as possibilidades”

Assista ao Day1 de Luiz Seabra, fundador da Natura! – Canal Endeavor Brasil
 

Revitalização no Brasil

A revitalização da Loja Natura está em curso, seus administradores voltaram a dar expedientes na empresa, uma vez que a companhia tem apresentado números pouco animadores.

As vendas no Brasil da loja Natura caíram mais de 7%, o país está em crise, e os negócios estão sentindo com a estagnação do país.

Mas o trio coragem colocou na mesa 1 bilhão de euros e espera um retorno bem sustentável.

1 bilhão de euros levam a loja natura para 70 países
4.5 (90%) 8 votes

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. È preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.