foto-do-empresario-kees-koolen

Kees Koolen: Booking.com e Hotmart

Booking.com

A mais famosa empresa de reservas de hotéis online do mundo, teve como um dos primeiros investidores Kees Koolen em 1997e que veio a se tornar a chave principal para a transformação dessa startup em uma companhia gigante do setor de turismo, entre os anos 2001 a 2011.

Como começou a sua jornada

Kees Koolen é filho de produtores rurais holandeses de leite, estando desde pequeno bem próximo do ramo. Aos 17 anos, abandonou os negócios da família, deixando a pequena cidade de Berkeijk, ao sul da Holanda, para pavimentar o seu próprio caminho.

O empresário estudou engenharia mecânica, e tomou o caminho dos eletrônicos em sua carreira profissional, criando o site que o tornou famoso, o Booking.com.

Desde 1997 Koolen investiu em mais de 50 startups sendo as mais conhecidas a Booking.com e a Urbe, um aplicativo que conectam motoristas e passageiros e que tem dado muita dor de cabeça as companhias de locação de automóveis e empresas de táxi principalmente.

Em 2005, Kees vendeu a Booking.com para o grupo americano Priceline por $ 133 milhões de dólares, mas continuou na empresa dando as cartas até 2014, quando deixou o cargo de Presidente. Hoje em dia continua como conselheiro e, continua também como conselheiro de expansão internacional da Urbe.

O Booking.com é um exemplo da sua coragem e determinação em manter o foco. Koolen fala que ficou 10 anos sem receber salário da Booking.com para manter o site funcionando. E acrescenta que assim que vendeu a empresa, porque estava duro, viu em menos de uma semana ela decolar. Hoje, são feitas quase um milhão de reservas por dia no site, em 212 países.

Booking.com uma surpresa inesperada

A minha curiosidade de conhecer um pouco do empresário que estava por trás da Booking.com veio quando fiz uma viagem a Paris ano passado e resolvi ir a Londres pelo Eurostar, o trem de alta velocidade que passa pelo Eurotúnel construído por baixo do Canal da Mancha ligando Paris (Gare du Nord) e Londres (ST Pancras).

Como a decisão de ir a Londres foi tomada em cima da hora, a primeira coisa que passou na minha cabeça foi entrar no site Booking.com para ver se conseguiria aquela altura do campeonato, reservar algum hotel, e qual foi a minha surpresa, além de conseguir a reserva, fiquei num excelente hotel quatro estrelas bem no bochicho de Londres, o preço por três dias foi irrisório, deu uns 400 reais, imagina se fosse no Brasil mesmo, depois da copa, e tudo funcionou perfeitamente, desde o início lá no site, não houve nenhum susto, chamando logo a minha atenção para aquele serviço.

“O mais famoso empreendedor desconhecido no mundo”

É dessa maneira que Kees Koolen já cinquentão é apresentado a todos aqui no Brasil. Não deixa de ser uma meia verdade além de curioso. Ele é um grande conhecedor e investidor no país, esteve aqui, só em 2014 mais de 10 vezes.

Kees Koolen tem como hobby treinar e participar do Rally Dakar, sendo que nesse ano de 2015 ele não teve muita sorte, numa das etapas na cidade Chilena de Antofagasta ele e o motociclista italiano Matteo Casuccio foram detidos por ter supostamente estragado alguns sítios arqueológicos do deserto ao saírem da rota oficial. Apesar da detenção os pilotos puderam continuar a prova, mas poderão num futuro comparecer ao tribunal.

Koolen & Partners

imagem-das-empresas-que-receberao-investimentos-do-empresario-kees-koolen

Kees se considera mesmo um investidor de empresas digitais, as famosas startups, ele fundou com alguns empresários brasileiros o grupo Koolen&Partners especializada em investimentos em startups. Nessa empresa ele tem quatro sócios, três brasileiros, o Rodrigo Borges, cofundador do Buscapé, Guga Stocco, ex-vice-presidente do Buscapé, Marcelo Gonçalves executivo do mercado financeiro e o holandês, antigo parceiro de Keers do booking.com, Marnix Van Der Ploeg responsável pelo financeiro.

A Koolen & Partners investimentos, que já tem dez startups brasileiros no portfólio, entre sites e aplicativos da área de serviços. Podemos destacar a plataforma Hotmart que vem se destacando muito no universo brasileiro de produtos digitais com a estratégia de afiliados e o site boaconsulta.com.

Os próximos passos de Koolen

Aos 50 anos, suas novas pretensões fogem do ramo tecnológico, mas continuam amplamente rentáveis e consideráveis dentro do mundo dos negócios.
A partir do sucesso obtido com a criação do Booking.com, o empresário pode expandir seus horizontes e encontrar novos negócios para mediar pelo cenário internacional. Neste ano, sua maior ambição é o desenvolvimento de um projeto laticínio no Brasil, considerando como alvo um terreno em Jaborandi, no sudoeste da Bahia, para iniciar a construção de suas instalações.

Aventurando-se entre a velha economia, a alta pretensão de arrecadação de lucro é o fator mais satisfatório na base de seu projeto, considerando a possibilidade de produção de um milhão de litros de leite por dia no primeiro ano de operação, que renderão altos valores ao projeto.

Seu interesse pelo solo brasileiro já não é de hoje: Mesmo com planos executivos de difícil execução, a ambição em trabalhar neste ramo de agricultura no Brasil começou com projetos relacionados ao universo dos grãos, em 2006.

Como o agronegócio não é um setor de total desconhecimento ao empresário, considerando que sua família mantinha uma fazenda de produção de leite em sua terra natal até 1987, a tentativa não é um tiro no escuro.

Com segurança e confiança, o empresário Kees Koolen dá passos responsáveis no ramo dos negócios, com grande probabilidade de sair ganhando.

Booking.com x Google

Como no universo digital tudo é muito rápido o Google está investindo na sua própria ferramenta de busca para que o usuário encontre e faça reservas de hotéis não mais em sites especializados e sim na sua própria página de busca.

O Google quer que os hotéis, inclusive incentivando-os a anunciar na própria página do Google, para que eles deixem de anunciar em agências online que cobram comissões, geralmente de 25%.

Já já na lateral o Google aparecerá um quadro para o cliente fazer a sua reserva e um botão de call action que guiará o futuro hóspede a conhecer o hotel por ele escolhido.

O Google vai concorrer com os sites como TripAdvisor e Booking.com, que estão entre os maiores anunciantes do Google. A empresa de Mountain View deve saber o que faz. Aliás ela sabe o que todo mundo anda fazendo. Ela sabe enfim como as pessoas estão gastando o dinheiro.

Kees Koolen: Booking.com e Hotmart
Avalie esse artigo

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. É preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.