Foto de Kevin Systrom, criador do Instagram, que colocou um bilhão de dólares no bolso

Instagram, um bilhão de dólares no bolso

Instagram colocou um bilhão de dólares no bolso de Kevin Systrom

Tudo começou quando Kevin Systrom se formou em Gestão de Ciência e Engenharia pela famosa Universidade de Stanford em 2006.E a história de Kevin, um dos fundadores do Instagram não poderia ser mais épica: o seu caminho cruzou-se também com o de Mark Zuckerberg (criador do Facebook) e Jack Dorsey (fundador do Twitter). A essa altura da história, ambas as redes sociais caminhavam – menos o Instagram, que ainda era só uma ideia.

Foto de Kevin Systrom do Instagram com Mark Zuckerberg do facebook

Em 2004, Mark Zuckerberg mostrava seu interesse em uma aplicação de nome Photobox. Porém, ela havia sido desenvolvida por Kevin Systrom, que pensou nisso ao notar uma tendência clássica na universidade. As pessoas tiravam fotos e depois as passavam para os computadores e notebooks por meio de enormes e pesados ficheiros Zip (tudo isso por meio da rede de correio eletrônico da própria faculdade).

E para o inovador Kevin isso com certeza não fazia sentido, afinal, deveria ter algum tipo de aplicativo pelo qual pudéssemos descarregar as nossas fotos aonde quiséssemos, de uma forma divertida e interativa ao mesmo tempo.

E foi mais ou menos na mesma época que Zuckerberg o convidou para fazer parte do desenvolvimento do Facebook, onde ele cuidaria da parte de tecnologias voltadas à postagem de fotografias. Porém, Kevin não quis desistir do ensino superior, assim como Mark e seu sócio haviam feito para que o sucesso do Facebook fosse possível.

Kevin afirma que, ao longo de sua carreira, se arrependeu algumas vezes ao olhar para trás e ver que teve a oportunidade de ser um dos co-fundadores da rede social de maior popularidade do mundo. Mas, tudo era muito novo para ele, e as oportunidades ainda surgiriam. E surgiram.

Em 2006, prestes a se formar, Kevin realizou um estágio de três meses em uma startup que naquela época chamava-se Odeo. Um jovem chamado Jack Dorsey a desenvolveu: ele queria fazer com que o mundo pudesse ser exposto em comentários de no máximo 140 caracteres. Parece-lhe familiar? Pois é: a startup que abriu as portas para o surgimento do Twitter também passou pela carreira de Kevin, que por sua vez, participou do nascimento das duas mais famosas redes sociais até o momento: o Facebook e o Twitter.

E certamente só faltava uma coisa para que a carreira de Kevin verdadeiramente deslanchasse: a criação de um aplicativo próprio e que fizesse tanto sucesso quanto os dois que ele “dispensou” no início da carreira.

 

Foto de Kevin Systrom do Instagram na capa da revista Forbes

O surgimento do Instagram

E foi assim que o serviço de check in e fotografia foi criado em 2010 com o nome “Burbn”. Após passar por algumas alterações, o serviço deu origem ao Instagram, que hoje é um dos mais famosos aplicativos para a aplicação de filtros em fotografias que são instantaneamente tiradas, tratadas e postadas nas redes sociais do indivíduo.

Em 2010 o Instagram ou insta, como é conhecido popularmente, já era o aplicativo gratuito com maior número de downloads e, em 2012, o sucesso da rede atingiu 30 milhões de usuários. E com tantas mudanças positivas após o surgimento do app adivinhem onde Kevin foi parar? Para confirmar a grande força do Instagram, Mark o comprou em 2014 pagando uma incrível bagatela de 1 bilhão de dólares, o que fez com que o Instagram e o Facebook se tornassem grandes aliados.

Instagram, um bilhão de dólares no bolso
Avalie esse artigo

Mauricio Alex, radialista, acredita que só através da motivação pessoal conseguimos superar as armadilhas de nossas mentes. É preciso transformar as nossas crenças e nossos pensamentos em aliados para alcançarmos progresso profissional, espiritual e financeiro.